Mau olhado, quebranto, olho gordo… quem já ouviu alguma dessas palavras provavelmente compreende que não querem dizer algo positivo.

Se você leu outros textos do nosso blog, deve se lembrar o quanto falamos sobre energia e como somos formados e orientados por ela.

Tudo é energia!

Tudo o que conhecemos atualmente como matéria é estruturado por átomos e é em sua essência energia, do menor grão de areia da praia ao cérebro humano mais brilhante.

Inclusive, no texto sobre os sete chakras explicamos como o fluxo energético pode estar em desequilíbrio e os transtornos que isso tende a gerar na nossa vida. (Não se preocupe, também damos dicas de como harmonizar cada caso).

Ou seja, se tudo é energia e interagimos com o meio de forma constante, podemos entender que trocas energéticas acontecem o tempo todo.

Justamente por esse motivo, às vezes podemos nos sentir desanimados, fracos, exauridos ou sem motivação, por exemplo.

Imagine que você acordou de manhã e olhou para o céu azul lá fora, respirou uma brisa fresca que entrou pela janela, tomou um café da manhã nutritivo na presença de alguém que você ama.

Parece ótimo, não é mesmo? Como você se sente nesse cenário? 🙂

Agora continuando com o exercício, você acaba de sair de casa para o trabalho, ao entrar no elevador se depara com um casal discutindo por conta de uma conta de telefone.

No trânsito, conduzindo o seu carro, você repara que o carro da frente quase bateu no veículo à esquerda e que agora os motoristas estão gritando um com o outro.

Quando chega no trabalho, como você se sente? Ainda que estes eventos aparentemente não tenham nada a ver com você, a sua energia é a mesma do café da manhã?

Arrisco dizer que não, pois pessoas e ambientes tóxicos infelizmente têm o potencial de drenar a nossa energia (até mesmo em níveis inconscientes).

Porém, há um detalhe muito importante! Só trocamos energia com as pessoas em um único cenário, que é: quando começamos a julgar.

mau olhado 2

Quando julgamos abrimos brechas em nosso campo energético.

O campo energético que temos em torno de nós fica completamente “selado” quando focamos apenas em nossa energia. Se mudarmos esse foco para outras pessoas, brechas são abertas e ficamos mais suscetíveis a trocas energéticas.

Avançando um pouco nessa temática, será que você sabe como se proteger energeticamente?

Existe uma técnica utilizada no Thetahealing que pode ser muito útil para nos imunizar, ou seja, preservar a nossa energia para termos mais qualidade de vida e prosperidade.

Nos momentos em que estivermos trocando nossos pensamentos, ou então recebendo pensamentos de forma inconsciente podemos aplicar essa técnica simples para nos ajudar.

Tudo o que você precisa fazer é “Se zipar”.

Como se zipar para a proteção energética?

De acordo com o Thetahealing, “se zipar” seria passar um zíper imaginário pela frente do seu corpo, da base da coluna até o topo da cabeça, passando pelos sete chakras.

O objetivo do movimento (que é feito com as mãos, reproduzindo o fechar de um zíper) é retomar o controle energético. Ou seja, trazer a energia que estava em fluxo de troca de volta para nós.

Por padrão, o nosso campo energético não fica aberto, mas sempre que julgamos ou temos pensamentos negativos a respeito de outras pessoas abrimos brechas.

O movimento de “se zipar” é um aliado importante no sentido de quebrar esses padrões que são naturais do comportamento humano, mas que podem ser prejudiciais para o nosso bem-estar e desenvolvimento pessoal.

É importante lembrar sempre que o que disponibilizamos para as pessoas tende a retornar para nós, e isso fica bastante claro quando falamos em trocas energéticas.

mau olhado 3

Exerça a troca de sentimentos positivos

Se pensamos algo de negativo para outra pessoa imediatamente deixamos nosso próprio campo vulnerável e podemos sentir emoções similares.

Portanto, sempre que você sentir que alguém enviou pensamentos negativos para você, ou então quando for entrar em locais carregados energeticamente (como hospitais, por exemplo), faça um teste e utilize a técnica de se zipar do Thetahealing.

Você pode fazer o movimento várias vezes ao longo do dia. Com certeza, se sentirá melhor imediatamente 🙂

Ah, e se você quiser saber mais sobre o Thetahealing e como essa técnica de cura pode te ajudar conheça nossos cursos clicando aqui.

E aí, gostou desse conteúdo?

Você já sentiu que a sua energia estava indo embora e agora sabe por quê?

Conte um pouco nos comentários com a #tchaumauolhado, eu vou adorar conversar com você!

E se achar que esse conteúdo pode ajudar outras pessoas, compartilhe com seus amigos.

Vamos espalhar a cura!

Gratidão,

Renally Leal