A Cocriação é um fato. A todo momento, são as nossas palavras, pensamentos, sentimentos e ações que produzem a nossa realidade.

Em um primeiro momento, pode ser perturbador saber disso, afinal, a maioria de nós está insatisfeito com pelo menos uma área da vida.

E aí você se pergunta “Como é que eu ia me colocar nessa situação tão difícil?”, seja financeira, afetiva, física ou emocionalmente.

Mas se você parar pra refletir, a cocriação é uma dádiva: se nós somos os responsáveis por manifestar a nossa realidade, então podemos escolher ter uma vida incrível e cheia de benções.

E como fazer isso? Por que até agora você não conseguiu um relacionamento saudável, independência financeira, uma saúde perfeita, o corpo que sempre quis ou a viagem dos seus sonhos? 🤔

Sim, todos nós temos uma lista de desejos, mas nem sempre conseguimos realizá-los. Alguns, inclusive, parecem um sonho distante.

Mas, a seguir, você vai ver descobrir quais são os erros que te impedem de cocriar a realidade linda que você tanto deseja e merece. E, claro, também vai ver como começar a manifestar seus desejos, independentemente do tamanho deles.

Vamos lá?

Erro #1 na Cocriação da Realidade: Comportamentos Incoerentes

“Orai e Vigiai”… Essa é uma frase famosa da Bíblia, mas muito pertinente até para ateus.

Na prática, significa que além de desejar algo, você deve estar atento aos seus pensamentos e comportamentos.

Será que eles estão coerentes com aquilo que você deseja manifestar na sua vida?

Vamos supor que você queira atrair prosperidade e abundância, mas, ao mesmo tempo, tem o padrão de reclamar muito.

Toda vez que você reclama está se conectando àquilo que gerou a reclamação. A própria palavra “reclamar” significa “clamar duas vezes”.

E assim você acaba atraindo mais escassez, injustiça, sofrimento, raiva, além de todos os outros sentimentos relacionados a sua reclamação.

Ou seja, embora você deseje ter prosperidade, está se conectando ao oposto disso. Como a prosperidade poderá se manifestar na sua vida?

E olha, não estou falando de reclamar de uma coisinha ou outra de vez em quando. Nós somos humanos e, mesmo tendo acesso a esse conhecimento, estamos suscetíveis a lamentar ou reclamar às vezes.

Eu me refiro a pessoas que são viciadas em reclamar, pois infelizmente podemos viciar nossa mente em conflito, tristeza, reclamação e, apenas tomando consciência desses padrões, podemos nos direcionar para a cura.

Uma dica? Trabalhe seu olhar para enxergar os aprendizados que cada situação, especialmente as mais desafiadoras. Pode ser que as primeiras tentativas não sejam fáceis, mas, com a prática, agradecer se torna seu novo padrão.

E a gratidão é uma das frequências mais elevadas que você pode vibrar, gerando cada vez mais motivos para agradecer.

Erro #2 na Cocriação da Realidade: Subestimar o poder das palavras na Cocriação

Uma outra maneira bastante comum de boicotar as nossas manifestações é através das nossas palavras.

Toda vez que você diz, por exemplo, “Desculpa por ter chegado tarde. Eu estou sempre atrasada” está mandando um comando para o seu cérebro.

“Como assim, Renally?”

A gente costuma acreditar que isso é uma constatação, mas se você está sempre se desculpando, acaba nutrindo um sentimento de culpa. E não importa o tamanho da sua culpa, você automaticamente começa um processo de autopunição. 😥

Afinal, “todo culpado merece ser punido”. Essa é uma crença que todo mundo tem.

Então, ao invés de dizer “Desculpa pelo atraso. Eu estou sempre atrasada”, diga “Obrigada por ter me esperado, obrigada pela sua compreensão.” E pode repetir mentalmente “Eu já estou me tornando uma pessoa mais pontual.”

Essa inversões são TÃO poderosas que um dos primeiros tópicos ensinados no DNA Básico, curso inicial do Thetahealing, é justamente o uso de palavras e pensamentos para cocriar a realidade que desejamos, invertendo padrões negativos por padrões positivos.

Portanto, orai e vigiai suas palavras, sentimentos, pensamentos e atitudes. Empodere-se daquilo que você está emanando para o universo e assuma a responsabilidade pela sua vida.

Esse é o primeiro passo para cocriar a realidade que você deseja.

Erro #3 na Cocriação da Realidade: Falta de clareza

Muitas pessoas não manifestam o que querem porque simplesmente não sabem o que querem!

Sim, muitas pessoas se sentem perdidas e acabam incorporando padrões sociais de felicidade como seus próprios padrões.

Existe muito pouco autoquestionamento sobre o que realmente preenche suas almas.

E sem essa clareza, sua energia fica dissipada, é difícil ter foco e objetividade e, sem isso, a cocriação de uma realidade plena se torna inviável.

“Se você não sabe para onde quer ir, qualquer caminho serve.”

Portanto, eu recomendo que você pense profundamente sobre isso. Se tiver dificuldade, pense primeiramente no que você deseja sentir.

Que situações, projetos, lugares, relações ou coisas poderiam proporcionar isso a você?

Qual foi a última vez na vida que você acessou essas emoções positivas que deseja acessar novamente? Com quem você estava? O que estava fazendo?

Isso pode te dar pistas maravilhosas, além de fazer você se conectar às boas energias desses momentos. Experimente!

Faça uma lista de manifestações!

Depois disso, coloque no papel – escreva mesmo – tudo o que você quer, com detalhes. Faça uma lista com pelo menos 5 coisas que você quer manifestar na sua vida.

A escrita tem um poder incrível na cocriação. Primeiro pela clareza que proporciona, e segundo porque passamos a focar naquilo que queremos.

E tudo aquilo que você foca se expande na sua vida.

“Mas por que pelo menos 5 coisas?”

Porque quando você tem apenas um objetivo, pode levar a vida inteira para alcançá-lo justamente porque fica obcecado naquilo e essa obsessão pode gerar muita ansiedade.

E o que é a ansiedade? É fruto da preocupação e do medo. Se você entra nessa frequência, automaticamente dificulta muito a manifestação dos seus desejos.

É importante ter metas e desejos, mas também é fundamental ter leveza para conseguir alcançá-los.

Por isso recomendo que você tenha pelo menos 5 objetivos na lista. Assim você coloca o seu cérebro para trabalhar a seu favor em buscar de diferentes desejos.

Conforme você for realizando cada um deles, vai gerando mais força e energia para realizar os demais.

Erro #4 na Cocriação da Realidade: Não fazer a lista no presente

No processo de comando do Thetahealing, devemos escrever nossos desejos no presente, como se eles já estivessem acontecendo.

Isso porque nossa mente não sabe a diferença entre aquilo que imaginamos e aquilo que é real.

Ou seja, ao invés de escrever em sua lista de manifestações “Eu quero uma viagem para Paris”, escreva “Eu estou em Paris aproveitando tudo de melhor que a cidade tem a oferecer.”

Quando você faz isso, sua mente entende que aquilo já faz parte da sua realidade. E como tudo é vibração, começamos a nos alinhar energeticamente com aquilo que queremos.

Além disso, quando você escreve “Eu quero isso, eu quero aquilo” acaba se conectando à escassez, afinal, se você quer algo é porque ainda não tem aquilo, certo?

Por isso, vale repetir: a gratidão é uma energia poderosíssima. Quanto mais você agradece, mais coisas boas acontecem.

Eu acredito fortemente que o maior segredo para o sucesso em todas as áreas da sua vida é justamente a gratidão.

Agradeça não só por aquilo que você tem (o que já é um desafio para a maioria de nós), mas também por aquilo que estar por vir.

Faça isso e veja sua vida se transformar muito rapidamente, de verdade.

Erro #5 na Cocriação da Realidade: Nutrir sentimentos negativos

Nossa mente está sempre em busca de algo para se ocupar. Essa é a função dela.

Tendo consciência disso, a sua função é, portanto, alimentá-la de coisas positivas e evitar futilidades.

Se você gosta de se ocupar com notícias de tragédia, escândalos políticos, fofocas, intrigas e afins, muito provavelmente está vibrando numa frequência baixa e dificilmente vai cocriar uma realidade satisfatória. Pelo contrário!

Portanto, cerque-se de positividade: desde os livros que você lê até os grupos que você partida no WhatsApp. Escolha com sabedoria no que você vai focar sua atenção e com quem vai compartilhar energia.

Conecte-se a coisas, pessoas, lugares e situações positivas!

Cuidado com os 3 R’s: Ressentimento, Rejeição e Remorso

Essas três emoções são as que mais bloqueiam as manifestações que a gente quer porque eles ocupam muito espaço no nosso campo energético.

Sim, gastamos muito energia para alimentar essas emoções, ainda que elas estejam no nível inconsciente.

Como saber se você está nutrindo essas emoções?

Se tem algo do seu passado que ainda gera desconforto quando você se lembra, então essa emoção negativa ainda está em você. Ficar presente para isso é o primeiro passo.

No Thetahealing existem comandos e ferramentas específicas para liberar e substituir essas emoções, mas caso você ainda não tenha feito os cursos, procure maneiras de extravasar – ao invés de sufocar – suas emoções.

Além disso, sempre que estiver triste, com raiva, deprimido, evite nutrir esses sentimentos com mais negatividade.

Por exemplo: não vá ver o perfil do seu ex ou de alguém que você não gosta, mas procure elevar sua vibração. Coloque uma música alegre, dance, fale com um amigo sobre planos para o futuro, vá fazer um exercício ou uma atividade que te dê prazer.

Isso não significa negar suas emoções, mas sim assumir o papel de responsável pelo que você sente e então retomar o controle da sua vida.

O que está impedindo você de realizar seus desejos?

Se você já é Thetahealer, recomendo que investigue possíveis crenças por trás de algo que ainda não se manifestou na sua vida

Pegue sua lista e se pergunte “O que está me impedindo de realizar isso?”. Se a resposta for “falta de dinheiro” ou “falta de tempo”, imagine que você tenha o dinheiro ou o tempo necessários para realizar seu desejo.

O que ainda te impediria de realizá-lo?

Podemos descobrir uma série de crenças apenas com essa pergunta e, partir disso, testá-las e substitui-las por crenças fortalecedoras.

Nossos desejos dizem muito sobre nós e isso é ótimo!

Aproveite sua lista para se conhecer melhor e mergulhar em si mesmo. Isso vai, inclusive, ajudar você a diferenciar necessidades genuínas da sua alma dos desejos do ego.

E caso sinta no seu coração que o Thetahealing pode ajudar você a manifestar uma nova realidade e expandir sua consciência, conheça nossos cursos. As portas estão abertas para você.

Compartilhe esse texto com seus amigos e deixe um comentário logo abaixo dizendo o que achou. Vou adorar saber.

Gratidão,

Renally Leal.

 

Encontro de almas… Você com certeza já teve algum (ou alguns!) na sua vida.

Sabe quando conhecemos uma pessoa e temos a sensação de que não é a primeira vez que a encontramos? É como se o nosso coração lembrasse dela de algum tempo ou lugar.

Esse encontro de almas acontece não só entre aqueles que estão prontos para viver um relacionamento amoroso, mas também entre grandes amigos, sócios, parceiros de jornada.

Seu coração fica feliz na presença dessas pessoas sem muita explicação: elas fazem parte da sua família de alma.

Porém, a maioria de nós está em busca de um grande amor, um(a) companheiro(a) de vida que vai estar conosco tanto nas horas boas como nas horas difíceis.

Aquela pessoa com a qual estabelecemos uma conexão incomparável e nos sentimos atraídos magneticamente: nossa alma gêmea. 😍

Acontece que, embora existam quase 8 bilhões de pessoas no mundo, boa parte delas tem tido muita dificuldade de encontrar e viver um grande amor.

Inclusive, nos cursos de Thetahealing nós ouvimos muitas queixas em relação à vida afetiva, como:

  • Pessoas que estão há anos sozinhas e têm a impressão de que todo mundo encontra alguém especial, menos elas;
  • Pessoas que vivem diversos relacionamentos, mas reclamam da superficialidade e rapidez dessas conexões, além do sentimento de vazio que toma conta delas quando ficam consigo mesmas;
  • Pessoas que vivem relacionamentos conflituosos ou que já não fazem sentido, mas têm muita dificuldade de terminar e se abrirem para um novo relacionamento (ou têm medo de ficarem sozinhas).

São desafios muito comuns e se você está passando por algum deles, sinta-se acolhido(a).

Nesse texto, trazemos um passo a passo usado no ThetaHealing para que você encontre sua alma gêmea mais compatível, aquela que vai fluir com você de maneira leve e saudável. Preparado para conhecer o Tinder Espiritual?

Primeiramente… Alma Gêmea realmente existe?

Sim! Na verdade, nós temos várias almas gêmeas, mas existe uma que é a mais compatível com você de acordo com o seu momento de vida, seu sistema de crenças e nível de expansão da consciência.

Por isso, é comum que uma pessoa faça muito sentido na sua vida num dado momento e, conforme o tempo passa e vocês mudam, a compatibilidade seja alterada.

Ela nunca deixa de ser sua alma gêmea e o amor não acaba, mas a viabilidade de viver esse amor pode ficar comprometida. Isso pode acontecer quando uma das pessoas está vivendo um despertar espiritual e a outra não, por exemplo.

A boa notícia é que atualmente existem mais almas gêmeas para escolher do que nunca! Uma pessoa pode ter dezenas de almas gêmeas, variando entre muitas idades e formas diferentes.

“Mas por que eu não atraio ninguém compatível?”

Ao ter conhecimento de que temos não só uma, mas várias almas gêmeas, é comum que as pessoas se perguntem por que, então, têm tanta dificuldade de encontrar uma pessoa compatível.

Existem muitos motivos para isso. Veja qual ou quais fazem sentido para você:

Carência

Muitas pessoas não buscam exatamente viver um amor saudável, mas sim preencher um vazio. Sim, aquele vazio gerado pela falta de autoconhecimento e amor-próprio.

Olhar pra dentro dá trabalho e, sem dúvida, pode ser doloroso às vezes. Mas lidar com a nossa luz e a nossa sombra é a única maneira de não projetá-las em outras pessoas, de não esperar que alguém nos faça feliz quando nós mesmos não conseguimos fazer isso.

Se você acredita que sua felicidade depende de outra pessoa e busca por alguém que vá salvar você da sua própria vida, pare agora! 🖐🏼

Buscar por um relacionamento quando estamos carentes é como ir ao supermercado com fome: qualquer coisa serve! E daí você acaba vendo amor onde só tem teimosia.

É comum as pessoas dizerem que se decepcionaram no amor, que de repente seus parceiros se mostraram ser alguém totalmente diferente…

Será que ele(a) mudou mesmo ou, com o tempo, você tirou a venda que cobria seus olhos e passou a enxergar a realidade como ela é? Vale a pena refletir. Logo abaixo falo como se blindar contra isso. Continue comigo!

Ansiedade

Ainda existe uma pressão social muito forte para que as pessoas se casem, tenham filhos e constituam família, especialmente conforme vão ficando mais velhas.

Ou seja, o que pode estar motivando você a buscar um relacionamento não é exatamente um desejo genuíno de viver um grande amor, mas sim a ideia de que, para se adequar, é preciso estar com alguém.

Exemplo: é comum eu escutar, especialmente de mulheres, que elas querem casar na igreja, de véu e grinalda. E veja bem: não tem problema nenhum em ter esse desejo!

O problema é quando o desejo de casar é maior que o desejo de viver um amor saudável. É como se a busca por um marido fosse mais importante que viver um amor, entende?

Portanto, procure olhar para seus desejos. Osho dizia que “o desejo é uma necessidade que enlouqueceu”. O amor é uma necessidade da alma. Já os contratos sociais geralmente são um desejo do ego.

E sua ansiedade em cumprir um papel social pode até te trazer um relacionamento, mas não necessariamente um amor.

Crenças Limitantes

Assim como existem crenças limitantes que nos impedem de atrair prosperidade e abundância, também existem as crenças que nos impedem de atrair e viver um grande amor.

Se você acredita que “todos os homens são iguais e nenhum deles presta”, ou que “as mulheres não querem nada sério” ou que “eu tenho dedo pobre” ou ainda que “relacionamento tira a liberdade”… Adivinha o que você vai atrair para a sua vida? :/

Vou te dar um exemplo prático de como as crenças moldam a nossa realidade e podem trazer muito sofrimento:

Uma crença muito comum entre mulheres é “Não tem homem suficiente no mundo”.

E por mais dor que as crenças limitantes causem, nosso cérebro sempre busca confirmá-las, afinal, elas fazem parte da nossa zona de conforto e, portanto, é “seguro” para o cérebro permanecer nessa realidade.

Quanto mais você acredita nisso, mais você direciona seu olhar, suas atitudes, seus pensamentos e sua vida pra confirmar essa crença.

Pior: acreditar que “não tem homem suficiente no mundo” faz você se conectar com a escassez e entrar no modo bélico e competitivo. Afinal, se existem poucos homens, é preciso competir arduamente para ter um relacionamento?

Mas será que realmente “não tem homem suficiente no mundo”, ou:

  • Você optou por adotar uma postura passiva na vida afetiva, e acaba tendo que se contentar com o que aparece ao invés de buscar o que quer?
  • Você tem medo da rejeição e por isso nunca se arrisca, nem minimamente?
  • Você preferiu focar nos homens que te ignoram, ao invés dos que te notam? (e isso também tem a ver com crenças relacionada a autoestima)

Como falei, existem quase 8 bilhões de pessoas no mundo e uma mesma pessoa pode ter várias almas gêmeas. Nunca existiu tanta gente e tantas possibilidades!

É por isso que mudar suas crenças vai mudar sua vida, permitindo que você enxergue e acesse uma realidade que talvez não estivesse enxergando até agora.

Os 5 Passos para Manifestar sua Alma Gêmea mais compatível e viver um grande amor

No Thetahealing, você aprende a manifestar tudo que deseja para a sua vida, incluindo sua alma gêmea mais compatível.

Abaixo, disponibilizamos um passo a passo de como isso é feito. Você vai ver que, embora sejam passos simples, eles exigem (auto)percepção e desapego, o que nem sempre fazemos de maneira natural.

Passo #1: Desenvolva o amor-próprio e o autoconhecimento

Esse é o passo mais importante de todos, porque se você não se ama, não consegue sequer reconhecer o amor em outra pessoa. Afinal, só podemos reconhecer no outro o que conhecemos em nós.

Pode até ser que você já tenha encontrado sua alma gêmea, mas como não estava pronto(a) para viver o amor, não conseguiu enxergá-la ou mantê-la por muito tempo em sua vida. Isso acontece com frequência.

Além disso, vale dizer que existem almas gêmeas e chamas gêmeas. Uma chama gêmea é alguém exatamente igual a você. Ela espelha você e isso pode não ser bom, dependendo do seu nível de evolução.

Isso acontece porque as pessoas são atraídas pelas outras tanto pelo positivo como pelo negativo que têm em comum.

Quando você não trabalha seu autoconhecimento e nega seu negativo ao invés de acolhê-lo, acaba não tendo a possibilidade de trabalhar essas características.

Essa falta de autopercepção pode resultar em relacionamentos conflituosos que vão te obrigar a olhar para si mesmo(a) através do outro, afinal, “relacionamentos são como espelho, eles revelam sua identidade a você.”

Por isso, se você tem problemas de autoestima e amor-próprio, primeiramente precisa olhar para isso com carinho: busque entender as crenças por trás desses sentimentos e use ferramentas, como Thetahealing, para substituir crenças limitantes por crenças fortalecedoras.

Caso contrário, você vai atrair pessoas que confirmem suas crenças limitantes, reforçando a baixa autoestima, falta de autoconfiança, sensação de insuficiência e assim por diante.

Passo #2: Aja e pense como se já tivesse encontrado sua alma gêmea

No processo de comando do Thetahealing, devemos escrever nossos desejos no presente, como se eles já estivessem acontecendo.

Ou seja, ao invés de escrever em sua lista de manifestações “Eu quero minha alma gêmea mais compátivel”, escreva “Eu tenho minha alma gêmea mais compatível.”

Além disso, faça um movimento energético para que sua alma gêmea apareça. O que isso significa? Significa se colocar em movimento.

Se você está esperando uma pessoa para que vocês viajem juntos, vão ao cinema juntos, façam yoga ou dança juntos e etc., comece a fazer esses programas sem essa pessoa.

Sim! Não espere por essa pessoa para então fazer o que te faz feliz. Até porque, ao frequentar os lugares que você iria com a sua alma gêmea, talvez você a encontre lá. 😉

Passo #3: Faça uma lista de atributos que você quer na sua alma gêmea

O que pode estar impedindo você de encontrar sua alma gêmea é a falta de clareza. Você já parou para pensar quais características seu(sua) companheiro(a) de vida deve ter?

Faça uma lista com esses atributos, escreva tudo que você quer. Seja específico(a):

  • Qual é o sexo dessa pessoa?
  • É importante que seja fiel sexualmente? Se sim, especifique que ele(a) tenha o gene da monogamia. (aprendemos a ativá-lo no DNA Básico)
  • Quais são as características psicológicas e comportamentais dessa pessoa? Inteligente, compreensiva, carinhosa?
  • Se você deseja alguém compatível sexualmente, deixe claro isso também.
  • Compatibilidade cultural e social são importantes para você? Escreva!
  • Em relação ao físico, procure não se prender tanto a detalhes, como cor dos olhos ou cor do cabelo. O mais importante é que você se sinta atraído(a), independentemente da aparência.

É como se você criasse um checklist e, além de deixar claro para o Universo o que é importante para você, também para de criar expectativa com pessoas que não atendem as suas necessidades.

Importante: não use a palavra “não” em sua lista. Por exemplo, ao invés de dizer “Ele(a) não é uma pessoa arrogante”, diga “Ele(a) é uma pessoa humilde”.

Passo #4: Faça uma lista de atributos que você pode oferecer a sua alma gêmea

Essa é um passo muito importante, porém, ignorado pela maioria das pessoas. Quando queremos atrair nossa alma gêmea mais compatível, não podemos pensar apenas naquilo que desejamos em alguém, mas também no que podemos oferecer a essa pessoa.

Afinal, vocês serão companheiros(as) de vida e uma pessoa ajudará na evolução da outra. Como você pode ajudar na evolução da sua alma gêmea? Quais são os atributos que pode aparecer?

Uma reflexão válida: aquilo que você busca em alguém é algo que você tem/é?

Se queremos uma pessoa interessante, NÓS devemos ser uma pessoa interessante. Afinal, por que alguém com essa característica se contentaria em estar com uma pessoa que não a possui?

Por isso, sempre voltamos para o passo 1. Apenas com autoconhecimento e amor-próprio podemos identificar nossos pontos de melhoria, além de reconhecer e potencializar nossas qualidades.

Passo #5: Faça o comando e desapegue

No curso DNA Básico, ensinamos uma meditação para que você entre na frequência Theta, estado extremamente propício para cocriar a realidade.

Em Theta, você aprende a fazer um comando para que sua alma gêmea mais compatível seja trazida até você.

Caso você ainda não tenha feita o DNA Básico e não saiba como fazer essa meditação, recomendo que fique em silêncio numa posição confortável e eleve seu pensamento ao Criador de Tudo que é (você pode chamar como quiser: Fonte Criadora, Universo, Deus, Energia).

Em seguida, peça para que sua alma gêmea venha até você, mencionando os atributos da lista que você fez.

Feito isso, entregue seu pedido ao universo e desapegue. Sua alma gêmea já está a caminho. Apenas relaxe para não interferir no processo. 🙂

Concluindo… (Baixe a Meditação para Manifestar sua Alma Gêmea!)

A maioria de nós quer viver um amor saudável e que nos torne pessoas melhores, mas, como você viu, é preciso se preparar para isso, tornando-se a pessoa que é capaz de atrair e sustentar uma relação digna e prazerosa.

SER para então TER. Essa é a ordem.

Por isso mesmo não devemos nos iludir com a ideia de que existe uma pessoa perfeita que vai suprir todas as nossas necessidades. Na verdade, essa é mais uma das crenças que impedem muitas pessoas de encontrarem suas almas gêmeas.

Somos todos seres humanos e estamos aqui para aprender e evoluir, portanto, não podemos exigir do outro uma perfeição que não existe.

Procure ser feliz e realizado com você, com suas escolhas, com a sua vida. Ame-se muito! Construa uma vida da qual você sinta orgulho. Daí, atrair sua alma gêmea será uma consequência, não mais uma necessidade.

Deixe aqui nos comentários o que achou desse passo a passo! Se quiser, aproveite o espaço para tirar suas dúvidas. Vou adorar responder.

Gratidão,

Renally Leal.